terça-feira, 2 de outubro de 2018

CLUBES DE LEITURA NAS ESCOLAS

Leio com o coração apertado que alguns livros caem numa lista negra e são retirados das escolas.
Isso é muito grave. 
Durante séculos o conhecimento esteve proibido. Só uns poucos poderiam ter acesso. Conhecimento era poder.
A Igreja, durante muito tempo teve uma lista de livros proibidos.
Na época da Ditadura no Brasil, muitos livros eram também proibidos.
Minha irmã que embarcava para o México na década de 70 para estudar Belas Artes, levava em sua mochila de mão um livro de D.Helder Cãmara. Eram os tempos duros da repressão. Foi interrogada e teve o livro apreendido. Quase não embarca.
Acho que as escolas, todas, deveriam ter um Clube de Leitura para os professores. Livros seriam discutidos e todos os temas que os atravessam.
Quando conhecemos uma pessoa, a primeira impressão é se é bonita, feia (esse conceito é absolutamente cultural), gorda, magra, agradável, desagradável. Mas se conversamos um pouco e  entrarmos no mundo dessa pessoa, nossas opiniões mudam, ou seu físico deixa de importar, ficamos seduzidos com o que diz, a maneira como diz, os tons de sua voz, etc.
O mesmo acontece com um texto. Vamos entrando em sua floresta de signos. Vamos lendo as lacunas, as entrelinhas.Vamos descobrindo...  
E quando várias pessoas comentam o texto, nossa leitura se enriquece.
E talvez, nenhum livro venha a ser proibido. Não será preciso. Cada professor será um mediador de leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário