domingo, 14 de novembro de 2010

SONHO

Nem nos meus mais desvairados sonhos eu poderia imaginar uma escola como a E.M.Hermann Muller, na região rural de Joinville. Lá as crianças são alfabetizadas com flores e poesia. Há no jardim um alfabeto das flores, cada flor com uma letra de a a z, amor-perfeito, begônia, etc. Aprendem matemática construindo um orquidário, conhecem as ervas medicinais, a horta abastece a cozinha, levam os livros da biblioteca para o Bosque da Leitura.
Explico: quando a diretora Silvane Aparecida da Silva assumiu a escola em 2003, a escola estava desacreditada, os alunos iam para outras escolas ou para a cidade. Então ela criou o projeto Café, Flor e Poesia , arregaçou as mangas e convidou a comunidade para participar. Jardins foram nascendo e a poesia se misturou com os jardins. Os alunos voltaram, e hoje a escola é um modelo de educação ecológica e integrada. Foi feita uma parceria com um orquidário, e as crianças cultivam orquídeas que no futuro serão devolvidas para a mata Atlântica . Cada ano o Café, Flor e Poesia aborda um tema. No ano da Arca de Noé, as crianças e a comunidade se conscientizaram de que animais estão em extinção e não podem ser caçados e levaram para a escola armadilhas e alçapões para cumprir a promessa de deixar em paz os animais em seu habitat. No ano do Passaredo soltaram os passarinhos das gaiolas e é um sem fim de ações e aprendizados. O Jardim Encantado tem um orquidário construído com material de demolição, uma mandala de flores misturadas, o alfabeto das flores e um caminho de pedra que vai desembocar numa miniatura da casa de Monet. Por todo o jardim plantaram a minha poesia, em placas de madeira antiga, os poemas do livro Jardins.
No evento Café, Flor e Poesia, as crianças estavam emocionadíssimas com a minha presença e acho que chorei um rio. Cantaram, declamaram, dançaram. O Secretário de Educação fez um discurso tão lindo, falou da criança que todos temos dentro e que em momentos como o que estávamos vivendo, as crianças trazem a nossa criança de volta. O grande projeto de educação pensado pela equipe Marcos Aurélio Fernandes e Rosânia Campos é humanizar as escolas, o seu espaço físico. Levar jardins para as escolas, criar um bosque de leitura em cada uma, criar uma educação onde a arte não se separe do cotidiano e uma educação que desafie, nestes novos tempos em que o professor não é mais aquele-que-sabe-tudo, mas aquele que vai preparar um ser humano melhor. Em todas as minhas andanças pelo Brasil ñunca vi um projeto de educação melhor. Marcos e Rosânia são uma fábrica de idéias e estimulam os professores a criar , a ousar, não impõem barreiras nem limites , pois entendem que o conteúdo é consequencia da felicidade que reina numa escola criativa. Ainda fizeram um Programa de Alimentação Inclusiva, a escola prepara comidas especiais para crianças com diabetes, alergias alimentares, etc.
Fui recebida com um carinho muito especial, meus desejos eram adivinhados e Alcione , a belíssima coordenadora de bibliotecas, com seu chale vermelho, faz o trabalho mais profissional e impecável do mundo, tornando as bibliotecas espaços vivos, verdadeiras labaredas. Alcione me levou pela mão até a Expoville, a maravilhosa exposição anual das flores, junto com sua filhinha Luiza e enchi os olhos de orquídeas.
Ainda conhecí a E.M Artur da Costa e Silva, de triste memória, (deveriam trocar o nome da escola!) na zona rural com direito a lago e patinhos. Um conto de fadas.
À tarde, na nossa mesa redonda na livraria Midas, quando Silvane contou a sua experiência na E.M.Herman Muller, a Doutora Sueli chorou e disse que já podia morrer feliz, pois estava vendo acontecer, diante dos seus olhos, a escola que sempre sonhou.

Silvane, a diretora da E.M Herman Muller virá ao nosso Clube de Leitura da Casa Amarela com sua filha Amanda. Talvez então eu consiga retribuir um pouco da gentileza e do carinho com que fui recebida em Joinville. Aliás, o hotel Tannenhof onde fiquei hospedada e que me soou como cavalos em galopada quer dizer bosque de pinheiros. Toda a minha estadia esteve embrulhada em cheiro de bosque.

13 comentários:

  1. Querida Roseana ,Fiquei Encantada! Adoraria visitar a casa de Monet ...Que projeto maravilhoso ! Criatividade ,trabalho, e simplicidade .Unindo Educação Meio Ambiente e Cultura . Multiplicando pessoas com mais respeito e preparadas para transformar o nosso brasil em um País próspero e consciente .
    Meus parabéns a todos envolvidos nesse projeto encantador e de sucesso!!
    Ótima semana e um grande abraço,Telma.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Telma. pena que é tão longe, mas é a educação dos sonhos. Beijos, Roseana
    PS: a casa de Monet é quase uma maquete, não dá para entrar, mas tem a sua foto e sua vida nas paredes do lado de fora da casa.

    ResponderExcluir
  3. Sabendo de coisas assim cresce um pouco mais minha esperança no ser humano. Obrigada por colocar essa notícia no seu blog.
    Eliana Miranzi
    Uberaba

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Eliane. Passe adiante. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Trabalho na região rural de Joinville,na mesma que fica a escola Hermann Muller.
    Costumo dizer que a diretora Sivane não é desse planeta, ela tem a capacidade de transformar o cotidiano em poesia.
    A ENERGIA que envolve a escola é palpável, visível!Volta e meia procuro por ela!
    Estive na escola dia 12, vi Roseana no palco embaixo de um pé de Ipê, receber suas poesias faladas pelas crianças! Vi Roseana impactada com o momento.
    Chorei muito!Sou outra pessoa...
    Obrigada Roseana pelos momentos, na escola e no seminário.
    Abraços aconchegantes
    Lilian Meier (Professora)

    ResponderExcluir
  6. Não há palavras para descrever toda a emoção ao se ler algo tão brilhante e tão cheio de criatividade.
    Se esta escola não fosse tão longe de onde moro eu gostaria de trabalhar ali, como voluntária.
    Parabéns, Roseana por ter conhecido uma Diretora como essa. Tomara que ela possa estar com a gente no dia 05 de fevereiro.
    A gente entende perfeitamente o motivo você chorar tanto, mas só atraímos aquilo que compartilhamos.
    Angela Quintieri

    ResponderExcluir
  7. Fico muito emocionada em saber que uma autora tão reconhecida no mundo ,passou e observou nossa cidade com os olhos do coração , e que tenha percebido o desejo e objetivos da equipe da secretaria de educação de Joinville.Devemos ter a mesma ou talvez um pouco da sensibilidade de Roseana Murray,que nos encanta com suas histórias .Que possamos acreditar nas sementes de otimismo e de amor ,para colher amanhã os frutos doces da alegria e da felicidade,na construção de uma educação libertadora e humanizada.
    Volte Roseana quando quiser e puder a cidade de Joinville também é sua minha querida !!!!!!!!
    BEIJOCAS E ABRAÇOS ....
    Aparecida de O.Modesto

    ResponderExcluir
  8. Obrigada a todos pelo mar de carinho!!!

    ResponderExcluir
  9. Olá Roseana! Meu nome é Alencar. Sou marido da Alcione e pai da Luiza. Fiquei muito feliz por saber que você desfrutou bons momentos em nossa cidade. Saiba que há anos admiro seus textos e os uso em sala de aula (sou professor de literatura). Não pude te conhecer pessoalmente, mas acho que outras oportunidades virão. Assim espero muitíssimo!
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Alencar, parabéns por ter uma mulher tão especial e uma filha tão linda!

    ResponderExcluir
  11. Sou Andréa Maria Bianco de Orleans -SC
    É maravilhoso saber que temos educadores que são iluminados.
    Gostei de saber que a paixão,o olhar sensível existe,é real.
    Também participo de experiências educativas parecidas.

    ResponderExcluir
  12. Olá Roseana
    Sou Angelita M. Vieira professora da rede municipal em Joinville Em 2002 trabalhei seus poemas "profissões" com meus alunos do 5º ano (4ª série, na E.M.Pref. Max Colin e jamais imaginei que um dia vc pudesse estar em nossa cidade. No dia em que vc esteve aqui eu estava trabalhando, e disse para minha diretora "Que pena que não posso estar lá, adoraria conhecê-la pessoalmente", mas espero que não falte oportunidade para voltar em nossa cidade. Sou sua fã incondicional.Obrigado por nos visitar. A Gerente de Ensino Rosânia Campos foi minha professora na faculdade e realmente ela é uma pessoa incrivel. Que legal que vc a conheceu! Bjos no seu coração!

    ResponderExcluir
  13. Bonjour Roseana,
    Les enfants de l'école Hermann Müller à Joinville au Brésil sont si radieux en votre compagnie ! merci à vous de leur avoir rendu cette visite, en France les enfants ne sont pas aussi proche de la Nature à l'école, cela est dommage car lorsque je regarde le blog de Mme Silvana Aparecida Da Silva, je vois du bonheur dans les yeux de ses élèves, je me dis alors que la Nature, les fleurs, les oiseaux procurent du bien-être aux enfants à Joinville, mais pas seulement car leur scolarité est incroyable avec de bon résultats scolaires.

    NATHALIE de France, http://santeaunaturelle.blogduvillage.com

    ResponderExcluir