terça-feira, 27 de novembro de 2012

HAICAIS

Tenho dois livros de haicais. Um deles amo especialmente, O XALE AZUL DA SEREIA, da ed. Larousse Junior.
O poema que dá título ao livro já publiquei num outro post e é assim:

Sereias costuram
com fios de horizonte
seus xales azuis

****************

Sinos na varanda
o rumor azul do mar,
música de vento.

Fazer haicais me acalma. Tenho que contar as sílabas, é um brinquedo. Tenho que fazer uma pintura .E não sou pintora. Tenho que fazer música com três versos e não sei fazer música. Mas tenho as palavras e com elas pinto, faço música.

Como se tecesse uma teia de aranha com palavras, cuidadosamente:

Teia de aranha
fios de seda e luz
amarram o sol.

Hoje por alguns momentos tivemos sol no jardim. As flores explodiam em todas as cores. Passarinhos transportavam alegria para lá e para cá. E isso merece um haicai que costuro agora mesmo:

Passarinhos voam
alegria em suas asas
num raio de sol

Nenhum comentário:

Postar um comentário