quinta-feira, 14 de junho de 2018

DE VOLTA PARA O MAR

De volta ao mar. Toda casa possui a sua engrenagem. São fios e roldanas, máquinas de fabricar pequenas alegrias, poemas.
O mar traz música e perfume.
Os gatos amaciam os hiatos do mar.
Faço pão, arrumo os dias que passei em Teresina no baú dos afetos. 

Um comentário: